Sexta-feira, 19 de Agosto de 2005

KARUNA, A ACÇÃO COMPASSIVA

qy.jpeg

'Karuna' é uma palavra sânscrita muito usada no hinduísmo e no budismo. Significa, em sentido lato, compaixão, e, num sentido mais abrangente, "acção compassiva", tendo em conta toda e qualquer acção realizada no sentido de amenizar o sofrimento dos outros seres. Assim, na medida em que ajudamos os outros e facilitamos o seu processo de cura e transformação, todos nos beneficiamos, em virtude da unicidade de todos os seres.

A energia Karuna fortalece a nossa consciência e conexão com a orientação espiritual mais pura, tal como a que vem de Jesus, de Mãe Maria, Kwan Yin (na imagem em cima), Saint Germain e outros Seres Ascensos. O sistema energético Karuna actua de uma forma mais intensa e diferente do sistema Usui de REIKI, embora este seja a base. O Karuna, tal como o REIKI, não é uma religião, embora muitos praticantes recebam orientação e cura de seres espirituais ao usar/aplicar esta energia.

Se cada um de nós procura curar as suas próprias feridas, também queremos que as feridas alheias sejam curadas. Na literatura budista diz-se que a acção "Karuna" deve ser acompanhada por "Parjna", ou sabedoria, para produzir o efeito correcto.

Karuna é, pois, a qualidade motivadora de todos os seres (encarnados ou ascensos) que trabalham para extinguir o sofrimento na face da Terra. Os Mestres Ascensos, como Kwan Yin (representada na imagem de topo), a qual preside ao sistema Karuna, enviam continuamente para nós um ilimitado fluxo de energia de cura e orientação, mas nem todos estamos receptivos a esse fluxo. À medida que desenvolvemos a compaixão em nós mesmos, não só ajudamos os outros, mas também nos tornamos receptivos à karuna que é enviada por todos os seres iluminados. Assim o nosso próprio processo de cura acelera-se também.

Na literatura budista, o sentimento de 'karuna' é uma qualidade determinada que move os seres iluminados a amenizarem o sofrimento na Terra. Esses seres, na tentativa de auxiliarem o processo de reencarnação individual, enviam uma quantidade ilimitada de energia curativa aos seres encarnados de forma a ajudar os ciclos de vida e limitação kármica.

Sogyal Rinpoche, conhecido escritor tibetano, autor do "Livro Tibetano da Vida e da Morte", define o sentimento de compaixão da seguinte forma:

"Não é apenas um sentimento de simpatia ou de cuidados pela pessoa que sofre, não se trata apenas de um calor do coração para com uma pessoa que se vos depara, ou de um reconhecimento, nítido e claro, das suas necessidades e sofrimentos, mas também uma determinação, prática e sustida, de fazer tudo o que for possível e necessário para aliviar o sofrimento dos outros".

(extraido de http://peregrina12.planetaclix.pt)

publicado por ReikiAna às 20:05

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30
31

.posts recentes

. ...

.

VIAGEM IN...

. Novo Blog

. A solução é o AMOR

. Reiki I - Praia Torre, di...

. ...

.

Combinadi...

.

O CAMINHO...

.

Partilha ...

.

REIKI PAR...

.arquivos

. Agosto 2012

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2007

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds